As duas baías de Angra

Situada na parte Sul da Ilha Terceira, a Baía de Angra deve a sua notoriedade ao Monte Brasil, que oferece protecção e profundidade nas suas enseadas.
Etimologicamente, “Angra” significa pequena enseada, tendo a designação sido atribuída imediatamente no acto da descoberta.


Tanto a fotografia como a planta, ambos mostram as características da baía, perfeita para o papel que lhe estava destinado, em meados do século XV, especificamente, a criação de um Porto de Escala, servindo as intenções do empreendimento das descobertas.

A Baía de Angra por Linschoten, representando a visão deste cartógrafo, dá-nos uma ideia das funções que lhe tinham sido atribuídas e que funcionaram durante três séculos.

Uma vista do istmo que liga o Monte Brasil à Ilha. Por detrás, é possível observer a outra baía, o “Fanal”, no lado oposto a Angra, que era usada sempre que os ventos sopravam de Sudoeste (os únicos que afectavam as embarcações ancoradas em Angra)